JURAMENTO DE BANDEIRA

Juramento de Bandeira na Escola de Alunos Marinheiros

Foi exactamente há trinta e oito anos que se realizou o Juramento de Bandeira da 1ª incorporação de 1972, na Escola de Alunos Marinheiros. No dia 24 de Março desse ano a Escola engalanou-se e abriu as suas portas para receber os familiares dos alunos que vinham assistir à cerimónia. Era muito o meu nervosismo nesse dia, pois com apenas dezasseis anos ia dar um passo de responsabilidade e de grande carga mística, que de algum modo iria marcar a minha vida futura.

A primeira etapa da vida militar estava a chegar ao fim. É verdade que apenas tinham passado 10 semanas desde que fora incorporado, mas a partir daquele momento passaria a ter outras responsabilidades. É certo que a instrução ainda não terminara e a partir de então ia iniciar-se um novo ciclo de aprendizagens, mais específicas e próprias da especialidade em que iria ser integrado. No total, a instrução de praças em alguns cursos na Marinha de Guerra ocupava cerca de um ano, o que era superior ao tempo de instrução no Exército, mas o período de obrigatoriedade no serviço também era superior, pois era de quatro e seis anos, conforme se tratasse de recrutados ou voluntários, respectivamente.

Por outro lado este dia também era aguardado, por mim, com muita ansiedade, pois sabia que ia ter direito a duas semanas de licença, o que ia permitir que voltasse a casa, pois desde o início de Janeiro que de lá saíra e ainda não voltara, estando por isso com muitas saudades.

Após uma demonstração de exercícios de ginástica e de ordem unida com manejo de armas, na enorme parada da Escola e na presença de algumas altas individualidades da Marinha e de civis, com o Batalhão em posição de “sentido”, foi escutada através dos altifalantes a fórmula do juramento que todos os recrutas deviam repetir, cujas palavras eram as seguintes:

“Como português e como marinheiro, juro servir a pátria e as suas instituições, no respeito da hierarquia e da obediência aos chefes, consagrando-me ao cumprimento do dever militar, mesmo com sacrifício da própria vida.”

Os artigos relacionados com o serviço militar estão listados em ÁREA MILITAR.


Comentários

  1. Foi ainda há tão pouco tempo. Ele voa!... ou zarpa tão rapidamente!

    ResponderExcluir
  2. É verdade, amigo rouxinol. Parece que ainda foi ontem!

    ResponderExcluir
  3. Se alguem tiver imagens do juramentos de bandeira de 1994 postem.pois jurei bandeira em vila franca xira em junho.dia 5

    ResponderExcluir

Postar um comentário