GERADOR EÓLICO MUITO FÁCIL DE FAZER


Gerador eólico feito com peças de máquina de lavar
O gerador eólico que apresento nesta página é facílimo de construir. Recorrendo a uma velha máquina de lavar roupa, uma escora metálica telescópica e um bocado de tubo de pvc, fiz uma máquina bem segura, com um visual espectacular, capaz de enfrentar ventos fortes e até produzir alguma energia...

A verdade é que esta engenho caseiro se destina  apenas a acender uma lâmpada e, eventualmente, carregar uma pequena bateria, mas a sua finalidade principal é decorativa, pois apliquei-lhe refletores que, à noite, quando alguma luz incide sobre as pás em movimento ou até durante o dia com a a própria luz do sol, esses refletores brilham lançando chispas douradas o que faz com que a máquina tenha um visual muito atraente. Se estiver num ponto onde a luz dos automóveis a atinja esta máquina tem um efeito espectacular.

Material que utilizei na construção deste gerador eólico:


Tambor da máquina de lavar roupa
As peças principais foram retiradas deste tambor de máquina de lavar.


Cruzeta do tambor e bloco de rolamentos
O bloco de rolamentos e a cruzeta/eixo do tambor.


Polia e correia da máquina de lavar
A polia e a correia.


Motor de esgoto com polia adaptada
O motor de esgoto


Pás de pvc para gerador eólico
As pás feitas de um tubo de pvc.


Escola telescópica da construção civil adaptada para o gerador eólico
Parte de uma escora telescópica.


Orientador do gerador eólico
Uma pequena placa de pvc branco para o orientador.

Comecei por fazer um pilar com cimento e ferro utilizando, um tubo de pvc e também o tubo metálico da parte interior da escora, que ficou embutido no tubo mais largo, sendo este também cheio com cimento.

Pintei o pilar ou torre do cata-vento com tinta de esmalte branca.

Fiz as pás, recortando o tubo de pvc.

Depois das pás recortadas, fiz o alisamento dos cortes com a rebarbadora.

Depois coloquei material refletor nas pás e pintei-as com tinta de spray branca. As pás ficaram bonitas e resistentes, pois as paredes do tubo tinham cerca de um cm de espessura.

Apliquei o bloco de rolamentos à base da escora metálica, tendo usado duas braçadeiras metálicas e quatro parafusos.

Depois coloquei a polia no eixo estriado do tambor e apertei com a respetiva porca.

Depois chegou a altura de colocar o orientador, o motor que vai servir de gerador e aparafusar as pás ao triângulo de metal.

As hastes do triângulo já tinham um furo nas pontas, fiz mais dois em cada haste e apliquei as pás ao triângulo, utilizando  parafusos. O parafuso da ponta é de 8mm e os outros dois de 6mm. As pás ficaram muito seguras. Elas têm 70 cm de comprimento, mas poderiam ser um pouco mais compridas.

Oleei o tubo da torre, antes de aplicar o cata-vento.

Entretanto aconteceu um pequeno percalço quando estava a fazer as primeiras experiências com o cata vento. O veio do motor de esgoto quebrou e tive que substituir esse motor  por um motor de radiador de carro.

Apliquei o motor de ventilador ao tubo do cata-vento, utilizando também braçadeiras tubulares metálicas. No veio do motor abri rosca de 8mm e coloquei uma polia de alternador de carro.

Este motor produz corrente contínua, mas precisa de rotações elevadas para atingir tensão suficiente para acender uma lâmpada de 6 volts, que é a lâmpada que está no pequeno farol. Durante as primeiras experiências a lâmpada acendeu, mas apenas quando o vento estava forte.

Mais tarde voltei a colocar o motor da máquina de lavar, depois de ter efetuado a sua reparação. Este motor produz corrente alternada e atinge tensões mais elevadas do que o anterior. Durante as experiências chegou a ultrapassar os 10 volts.

No vídeo que se segue é possível ver a máquina em funcionamento durante o dia e também de noite. 





Comentários